Simples e Ignorantes

13/07/2007

OBJETIVO: fundamentar uma conversa sobre a criação dos seres, as influências do mundo, nossa formação e crescimento.

MATERIAL: papel e lápis coloridos.

COMO APLICAR: cada um recebe uma folha e lápis. Peça que cada um escreva seu próprio nome e faça um desenho que represente a si mesmo. Você também pode ajudar levando partes do corpo desenhado ou recortado de revistas. Dessa forma, aqueles que alegarem dificuldade ou os preguiçosos e os tímidos, vão se sentir mais incentivados. Após um tempo, passar o desenho ao colega do lado e pedir que acrescente uma coisa ao desenho que ele veja no dono do desenho. Passar novamente o desenho, repetindo o processo umas duas ou três vezes. Devolver o desenho ao dono. Lembrar às crianças que o desenho representa uma pessoa, o seu colega de aula, e, por isso, eles devem evitar desenhar chifres, rabos e outras adições grosseiras aos desenhos uns dos outros. Observar o que foi acrescentado. Conversar sobre Deus e a Criação. Você pode ler com o grupo o Livro dos Espíritos para orientação e busca de questões.


Uma Carta para Mim

11/07/2007

OBJETIVO: levantamento de expectativas, percepção de si, auto-conhecimento, reflexão, auto-motivação.

MATERIAL: envelope, papel e caneta.

COMO APLICAR: individualmente, cada um escreve uma carta a si próprio, como se estivesse escrevendo a seu (sua) melhor amigo (a).

Dentre os assuntos, ajude o grupo a abordar: como se sente no momento, o que espera da aula de evangelização, como ela pode ajudar ou não na sua vida, quais suas expectativas com o grupo, como espera estar ao término do ano, como pode dividir ou aplicar aquilo que aprende na aula, que mudanças já notou em si, que coisas novas aprendeu, se alguma coisa surpreendeu, se algo decepcionou.

Peça que guardem a carta no envelope e coloquem o destinatário. Recolha os envelopes com as cartas, e deixe em algum lugar visível a todos, para que ao chegarem na sala a cada nova aula, cada um vai sempre lembrar o que escreveu. Procure um local que não atrapalhe ‘ a futuras aulas. Estipule um prazo com o grupo para que as cartas sejam abertas e lidas para ser feito uma avaliação sobre as expectativas e concretização do que foi escrito.


Os Candidatos

01/07/2007

OBJETIVO: descobrir e promover o valor das pessoas que convivem conosco, conhecer as necessidades de um determinado grupo, buscar e propor soluções.
MATERIAL: papel e lápis

COMO APLICAR: Divida a turma em pequenos grupos. Cada grupo irá escolher um candidato para determinada função. Por exemplo, um grupo de estudo; líder de uma greve estudantil; gerente de uma campanha para arrecadação de alimentos; organizador de mutirão para construção de uma casa; organizador de uma gincana; de um aniversário-surpresa; ser presidente da Associação de Moradores; ser dirigente de um clube esportivo; ser representante de turma; ser representante dos professores; ser juiz em um julgamento. O grupo, em consenso com os demais, enumera no papel as virtudes que vê naquela pessoa indicada para o cargo e como se deveria fazer a propaganda de sua candidatura. Em seguida, prepara-se a campanha eleitoral com discursos, slogan e metas a serem alcançadas de acordo com o cargo pretendido. Cada grupo apresenta sua campanha, explicando também a função de cada cargo.

Conversar, ao final, com o grupo:

– como foram feitas as escolhas do líder

– que critérios foram usados

– se houve consenso ou discussão

– como o candidato se sentiu

– como foi elaborada a campanha

– se houve preocupação com o bem estar dos outros

– que mudanças foram propostas

– como é elaborar uma campanha em prol dos outros