Todo mundo, Alguém, Qualquer um, Ninguém

17/09/2007

<!– @page { margin: 2cm } P { margin-bottom: 0.21cm } –>

OBJETIVO: conscientizar o grupo da necessidade de união, de cooperação ou de apoio; lembrar que somos todos herdeiros de nossas ações, de que tudo o que fazemos é resultado que será colhido para nós mesmos, nesta ou numa próxima encarnação.

MATERIAL: folhas de papel com o texto para serem distribuídos para os alunos para que eles possam fazer uma leitura individual e com calma.

COMO APLICAR: você pode iniciar solicitando uma ou mais tarefas de diferentes complexidades e observando como o grupo reage: se há cooperação, se há iniciativa, se os problemas são conversados e solucionados.

Em seguida distribua o texto. Ajude na leitura para que eles entendam quem são os personagens. Após um tempo para a leitura, converse com o grupo se uma das tarefas pedidas se encaixa na situação do texto, que situações vivenciamos semelhantes, como eles se sentem sendo um destes personagens e porque agimos assim.

TEXTO:

Esta é uma história sobre quatro pessoas: Todo mundo, Alguém, Qualquer um, Ninguém .

Havia um importante trabalho a ser feito e TODO MUNDO tinha certeza de ALGUÉM o faria.

QUALQUER UM poderia tê-lo feito, mas NINGUÉM o fez.

ALGUÉM zangou-se porque era um trabalho de TODO MUNDO.

TODO MUNDO pensou que QUALQUER UM poderia fazê-lo, mas NINGUÉM imaginou que ALGUÉM ou mesmo TODO MUNDO deixasse de fazê-lo.

Ao final, TODO MUNDO culpou ALGUÉM quando NINGUÉM fez o que QUALQUER UM poderia ter feito.

A partir de e-mail recebido; autor desconhecido.

Anúncios