Por fora ou por dentro?

OBJETIVO: somos impulsionados por modismos, opinião alheia, necessidade de afirmação, esforço de inclusão no grupo e acabamos querendo ter e usar determinados objetos que muitas vezes não combinam com nossa personalidade e até mesmo com nosso físico. Com isso, ficamos “ocupados ” e esquecemos do que é realmente importante.

MATERIAL: figuras recortadas de revistas e jornais, como roupas, jóias, telefones celulares, TVs, carros, uma situação de poder ou riqueza, etc, e também figuras como o pôr do sol, água limpa, família, a letra de uma música de mensagem positiva, etc. Levar uma quantidade suficiente para que as crianças possam escolher mais de um objeto ou situação e ainda sobre figuras.

COMO APLICAR: Formar um círculo e espalhar as figuras no centro para que todos possam observar por um momento. Em seguida, pedir ao grupo que se levante e pegue aquelas figuras de que eles gostaram. Um tumulto deverá ser criado, mas mesmo este momento será usado nas conclusões sobre o tema.

Observar:

– quais foram as figuras preferidas

– quem pegou o “melhor” para si

– se alguém ajudou na escolha do outro

– se houve reflexão para a escolha

– se houve preocupação com quantidade ao invés de qualidade

– se sobraram figuras que não representam bens materiais

– se sobraram figuras que representam bens materiais

– se o grupo conseguiu perceber qual a verdadeira riqueza a ser alcançada e que ninguém consegue retirar de nós.

Os comentários estão desativados.

%d blogueiros gostam disto: